sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Está aí o mega fim de semana das bicicletas!

HOJE:



ATÉ DOMINGO:



DOMINGO:




imagens: cartazes dos eventos via massacriticapt.net|Designways, bicyclefilmfestival.com/lisbon, bicicletada-santairia.blogspot.com/

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Esse paraíso do ciclismo que é a Nacional 10

Resido fora de Lisboa e tenho descoberto que ir de bicicleta para a cidade grande não é uma ideia louca de último recurso.
Provavelmente não há estrada nacional tão bike friendly como a EN10, pelo menos entre Vila Franca de Xira e o Parque das Nações.

O que faz a EN10 amigável para os ciclistas não é ter bermas largas, muitas delas obstruídas por vegetação selvagem; nem é por o troço indicado ser praticamente de nível; nem ter um trânsito lento com automobilistas a bufar saturados do pára-arranca de manhã à noite; nem o facto de os níveis de poluição e combustível queimado a escapar de autocarros e camiões a toda a hora deixarem a nossa cara coberta de fuligem; nem são os diversos cheirinhos provenientes das diversas indústrias e estações de saneamento que se alinham com a EN10.
O que faz a EN10 amigável para os ciclistas é haver tantos... ciclistas! E por isso, apesar daquilo tudo que se disse acima, os automobilistas estarem habituados e respeitarem a presença das bicicletas.



É claro que a maioria são desportistas e andam a "papar" os 200 km diários nas suas estradeiras velozes (e bttistas com gás), mas provávelmente não foram eles que começaram a povoar a EN10 de bicicletas nem são apenas eles que a utilizam actualmente.
A zona não é lá muito bem servida de transportes públicos: os autocarros são raros e enixistentes em muitas freguesias, os comboios param lá para trás do sol nascente, as fábricas, escritórios e armazéns ficam a kilometros de todas as paragens... Viver na periferia e depender do carro é, de resto, o sonho português.
Mas... «há sempre alguem que diz Não!»

Quem pedala na EN10, ainda que esteja também vestido de lycra pode muito bem ir trabalhar ou escolheu a bicicleta para ir a algum lado (hipermercado, estação comboios, escola, cidade) tratar de algum assunto. Há senhores de idade, com bicicletas antigas e caixas de carga; há rapazes jovens, pedalando com energia, alguns ainda com o fato-macaco, à saída das fábricas; há mochilas às costas, pastas nos suportes... e há mulheres também!
De noite, é mais certo que se faça todo o trajeto a pedalar sózinho, mas, desde que se circule bem sinalizado (luzes), a EN10 é um mimo e, por exemplo, com uma roda 28", não serão necessários mais de 45 minutos para ir do Parque das Nações a Alverca... sem suar a camisola.

Quanto-a-mmmim, "costumo" fazer a EN10 com a minha bicicleta dobrável e também não preciso de muito mais que meia hora para ir do Parque das Nações a Santa Iria, mesmo levando de frente com a constante nortada!
A bicicleta é o melhor para ir ali e vir já!


foto: Gun_Hugo_Dale, 2011 via forumbtt.net

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Arquitectura e bicicletas (vol.1)



Edifício da PSP (Div. Segurança a instalações)
em Alcântara, Lisboa.







Centro de Investigação da Fundação Champalimaud
em Belém, Lisboa.
Arquitecto: Charles Correa.



Estação Ferroviária da CP
em Castanheira do Ribatejo, Vila Franca de Xira.



Reitoria da Universidade Nova de Lisboa
no Campus de Campolide, Lisboa.
Arquitectos: Manuel e Francisco Aires Mateus



CLICAR NAS IMAGENS PARA AUMENTAR!

sábado, 3 de setembro de 2011